Google+ Followers

quarta-feira, 26 de março de 2014

POR QUE JESUS NÃO CEDEU À TENTAÇÃO? QUAL O SEGREDO?

O que vamos compartilhar aqui não se trata de mais uma doutrina. Não são mais “10 passos para vencer a tentação”. Falaremos apenas de algo que foi gerado no nosso coração e cremos que servirá de edificação para outros.
Já ouvi muitas pessoas comentarem que na época de Jesus a tentação não era tão voraz como nos dias de hoje. De fato a iniquidade se multiplica a cada dia sim, mas pecado sempre foi pecado e tentação sempre foi tentação. Eles não têm uma força extra. Apenas operam de maneira diferente, se alastram, mas continuam com o mesmo caráter de pecado e tentação.
A verdade é que a maneira de como está a minha edificação no Espírito determinará como será a minha reação frente aos ataques do diabo.
Há um texto na Palavra da Verdade que diz que cada um é tentado por aquilo que ele já tinha aberto o seu coração, “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência”, Tiago 1:14Ou seja, ninguém cai num pecado da noite para o dia. Na verdade o coração, por algum tempo, já vinha dando
espaços para que aquele determinado pecado encontrasse pouso.

O que havia então em Jesus? Por que tanta autoridade e convicção em cada resposta que Ele deu a Satanás quando tentado duramente no deserto?
É certíssimo  que quanto mais conhecemos alguém mais vamos criando um nível maior de intimidade, amizade e aproximação. Quanto mais somos íntimos de alguém leal mais não queremos perder aquela amizade. Jesus, mesmo em forma de homem, não tinha perdido a intimidade que Ele tinha com o Pai no princípio. E isso foi o fator principal: O CONHECER AO SENHOR INTIMAMENTE. O que Ele viveu, o que Ele teve, o que Ele era na glória tinha uma força tão real em si mesmo que nenhum prazer ou proposta que Satanás apresentasse a Ele superaria o esplendor que Ele viveu e o que viveria muito mais além após Sua vitória sobre o diabo.
Satanás sabia que Jesus poderia aceitar suas propostas por isso O tentou. Ele sabia que Jesus  estava numa posição que poderia ser tentado por causa da sua da sua habitação em um corpo humano. Vejo naquele momento Satanás usando toda a sua astúcia, inteligência e engano para ter êxito nessa sua maior empreitada. Mas, mesmo como homem, Jesus se manteve fiel à aliança com o Pai, rejeitando cada “prato de lentilha” que o diabo oferecia.
Jesus não trocaria tudo o que Ele experimentou e viveu por algo passageiro, enganador e destrutivo. Havia um futuro muito mais glorioso para Ele! A glória imarcescível e o ambiente celeste eram o Seu prazer.

Podemos até não entender quão perigosa foi essa missão de Jesus aqui na terra. Ele veio como HOMEM, debaixo dos desejos humanos, das dores humanas, dos sentimentos humanos... Ele veio como você e eu somos! Entendamos isso, ELE VEIO EXATAMENTE COMO NÓS SOMOS! Despojou-se da Sua glória, vestiu-se do homem! Sujeito às tentações, ao pecado e à queda. Foi uma missão que Satanás cria que Ele poderia falhar, por isso O tentou duramente, “Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens”, Filipenses 2:7.
É exatamente assim que Satanás nos enxerga, pessoas tendenciosas a pecar, a cair e satisfazer os desejos da carne. Precisamos compreender que Jesus esteve aqui como homem com as mesmas necessidades que as nossas, mas o ponto que precisamos absorver com propriedade é que Ele foi tentado EM TUDO, MAS NÃO SE MANCHOU COM O PECADO e o que Ele conquistou para nós foi exatamente isso: “Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça”Romanos 6:14.
O ponto que queremos chegar é que Jesus venceu a tentação ferrenha e triunfou sobre Satanás por causa da profundidade na comunhão que Ele tinha, desde o princípio, estabelecido com o Pai Yahweh. Eles sempre foram um em comunhão desde o princípio. E o glorioso é que ELE TAMBÉM NOS FEZ UM COM ELE: “Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste”, João 17:21.
Por isso não adiantaria eu querer resistir e triunfar sobre algum ataque do inimigo se eu permanecer relapso na comunhão com o eterno Deus.

A vida terrena de Jesus era uma vida de busca ao Pai. Vivia nos montes e até escondido sozinho contemplando a Face gloriosa. Certa vez, com alguns discípulos, foi orar no Getsêmani e admirou-se quando notou que, enquanto orava, os discípulos dormiam, não entendendo ainda a batalha espiritual (Marcos14:32-41). Jesus compreendeu que quanto mais buscasse a Face do Seu Pai mais fortalecido estaria para o momento que O esperava. Jesus não subestimava a carne, sabia a astúcia que ela tinha. Se assim não o fosse não precisaria de intensidade na consagração ao Senhor.
Essas dentre outras atitudes espirituais fizeram com que Jesus triunfasse sobre Satanás, mesmo passando por situações terríveis e dolorosas, deixando para nós hoje um poderoso exemplo de abnegação, resignação, renúncia, aliança e amor íntimo e profundo ao Glorioso Deus. Ele sabia que o que esperava após Sua fidelidade e consagração ao Pai era a exaltação.
Esse é o caminho, esse é o segredo. Aprofundar na comunhão com o Senhor, conhecer ao Senhor.

Viver uma vida de práticas espirituais. O jejum, a adoração íntima, a meditação na Palavra da Verdade, a oração em outras línguas nos levarão a um robustecimento espiritual que nos fará capazes de ter coragem e ousadia para esmurrar a vontade da carne. E o esmurrar verdadeiro dói. “Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado”, 1 Coríntios 9:27.
Costumo comentar que uma renúncia verdadeira dói (LEIA ESSAMENSAGEM AQUI).

Uma decisão de permanecer firme nas práticas espirituais e na intimidade com o Espírito Santo nos colocará num nível espiritual poderoso ao ponto que resistir a uma tentação não será uma tarefa tão difícil e dolorosa, mas sim prazerosa ao sentir a alegria, o gozo do Espírito no nosso interior.
Não há segredos misteriosos de como vencer a tentação, vencer a Satanás, é apenas isso o que Jesus nos deixou bem claro no Seu viver aqui: A INTIMIDADE COM O “CÉU” TE FARÁ DESPREZAR AS OFERTAS DA “TERRA”.
Quanto mais percebemos que o afunilamento das tentações e a multiplicação da iniquidade estão nos cercando, muito mais sobremaneira multipliquemos o tempo mergulhados nas Águas do Espírito Santo.
Quanto mais nos aproximamos do Pai mais O conheceremos, mais absorveremos do Seu caráter, do Seu cheiro, da Sua vida... Por fim, seremos de fato Sua imagem e SEMELHANÇA.

Em Cristo, Fábio Charles 

Nenhum comentário: